Agora em Janeiro/2018 estivemos novamente em Buenos Aires para mais uma jornada filosófica. Estando na Argentina é obrigação “ex officio” apreciar a liturgia e a estética do Tango, uma arte sublime que estimula nossos afetos mais elementares. Desta vez fomos ao Tango do Café Tortoni, ao Porteño, dentre outros, e assistimos a alguns mini shows nas ruas. Na feira dominical de San Telmo captamos a dança abaixo – o destaque é nosso amigo hermano que, já não tão jovem,  dá uma emocionante aula de motivação e alegria a todos os presentes. Sic Transit, salve Argentina e vida longa ao Tango!

Anúncios